COMO ELABORAR UM BOM CURRiCULUM

Após ter entrevistado mais de 2000 pessoas nos últimos anos, para as mais diversas funções que iam desde as operacionais até funções executivas e de liderança, posso dizer que não há mágica a ser dita no curriculum até por que o mágico neste caso é você e se não souber realizar a mágica, não vai conseguir o que procura.  Há no entanto algumas sugestões que podem, pelo menos "não retirar" seu curriculum da seleção logo na primeira leitura. Aqui vão algumas delas:

- o seu curriculum deve ser simples, claro e de fácil leitura e organização das informações. Não polua com quadros, planilhas e desenhos. Evite usar modelos padronizados. Isto demonstra "preguiça" ou falta de criatividade.
- use um programa programa (software) de conhecimento de todos. Eu por exemplo sou um grande usuário de word e considero mais do que suficiente. Seja qual for aquele no qual tem mais habilidade, lembre-se que do outro lado, o entrevistador pode não ter um programa igual e não vai conseguir abrir seu arquivo.
- Evite colocar sua foto. Lembre-se que as empresas sérias contratam profissionais capazes, competentes e produtivos. Na grande maioria dos casos, a aparência não entra em julgamento. Se ela for levada em conta mais do que o necessário, prefiro acreditar que a empresa não é séria.
- Ao colocar seu endereço, lembre-se que a pessoa que vai ler raramente tem um "guia de ruas" nas mãos. Portanto coloque pontos de referência conhecidos e próximos ao seu endereço. Algo conhecido e que dirá ao entrevistador que a Rua José Benedito Pinto, que é onde você mora fica próximo ao Cristo Redentor, por exemplo. Isso facilita a vida do analista e evita que você seja chamado para uma entrevista a 2 horas e meia de sua casa. No dia a dia esse percurso vai prejudicar sua produtividade. "Seu curriculum é bom mas o entrevistador não tem tempo para ficar olhando no guia ou no google maps para descobrir se você mora perto, longe ou do outro lado do mundo."
- A empresa precisa saber aquilo no que você de fato é bom. Não é necessário mencionar empresas onde você atuou apenas para não ficar desempregado, mas não teve uma permanência que indique que você é uma pessoa profissionalmente estável. Em resumo, se trabalhou em algumas empresas por apenas poucos meses, não mencione. Inclua apenas aquelas onde você de fato pode aplicar seu potencial e realizar conquistas. Se todas as suas experiências foram curtas, você precisa investir na sua empregabilidade. Este será o meu próximo post no Blog. Fique ligado e siga este Blog. Certa vez eu recebi um curriculum de um candidato com 40 anos de idade e que atuou, nos últimos 15 anos em 17 empresas. Ná média ele ficou menos de um ano em cada empresa e em nenhuma delas superou os 2 anos de permanência. Como alguém pode acreditar que esta será uma boa contratação? Pode-se dizer que ele era um funcionário "efetivamente" temporário.
- seja objetivo em suas colocações. É recomendável dizer tudo escrevendo pouco. Muitas páginas e bem recheadas, podem desmotivar o entrevistador.
- mencione sua formação mas não precisa mencionar os nomes das escolas. Atualmente isto não é mais necessário.

A seguir você vai ter mais algumas dicas importantes de alguns especialistas que certamente ajudarão você a construir um currículum eficaz. Boa sorte.

O que escrever no Curriculim para seduzir o entrevistador?

Na ânsia por fisgar o recrutador, grande parte dos profissionais recorre a expressões que viraram clichês no mundo corporativo. O Linkedin, rede de relacionamento profissional, divulgou recentemente os 10 termos mais utilizados nos perfis dos brasileiros em 2010. São eles: dinâmico, ampla experiência, inovador, motivado, proativo, focado em resultados, empreendedor, trabalho em equipe, multitarefado, valor agregado.

Para o especialista em carreira Lindsey Pollak, "expressões como 'ampla experiência' e 'experiência comprovada' podem parecer vazias para um empregador potencial e prejudicar mais do que ajudar um perfil ou currículo". Segundo ele, "o melhor é destacar anos de experiência, conquistas e resultados, como um aumento significativo nas vendas."

Matilde Berna, diretora de transição e gestão de carreiras da Right Management, afirma que um currículo, para chamar a atenção do selecionador, deve exibir a história profissional de maneira estratégica. "O importante não é a quantidade de informações, mas as informações estratégicas", afirma.

Seria irrelevante para o diretor de uma empresa, por exemplo, destacar experiências de estágio. "A informação deve ser coerente ao contexto profissional. É fundamental informar no currículo os resultados obtidos ao longo da carreira", diz Matilde.

Na visão de Giuliana Hyppolito, consultora de recursos humanos da DMRH, na busca por uma vaga de emprego vale mencionar características pessoais valorizadas pelo mercado, mesmo que este não seja o principal foco do currículo. Segundo ela, o dado pode ser útil tanto para o candidato como para o selecionador. "Um profissional que diz ser dinâmico não vai querer trabalhar em uma empresa monótona."

Giuliana destaca que os interesses ou as competências comportamentais do candidato devem ser descritas em um campo específico. No entanto, a consultora salienta que a informação é opcional. Ela ressalta que o indivíduo deve conhecer bem suas habilidades antes de expô-las no currículo. "O candidato deve exibir as competências descritas no documento durante a entrevista de emprego. Vender uma falsa imagem é um risco."

Meio Digital

Os sites de emprego e as redes sociais têm se mostrado ferramentas efetivas e facilitadoras na busca por emprego, atesta Giuliana. De acordo com ela, a internet é o primeiro canal utilizado pelas empresas para comunicar suas vagas. "Mas é preciso expor o conteúdo com cautela para não prejudicar a imagem profissional", adverte.

"Tudo o que surge no mercado como uma modernidade deve ser rapidamente incorporado pelo profissional. A internet tem ajudado muito as pessoas a ampliarem o network", destaca Matilde Berna, da Right Management.

Colaboração do site: http://www.administradores.com/

FERRAMENTAS DE NETWORKING - VOCÊ USA BEM?? LINGUAGEM SIMPLES E DESCOMPLICADA!

NETWORKING – É a Rede de Relacionamentos que você forma e mantém com seu grupo de amigos ou contatos no trabalho, na escola, nas baladas, entre outros. Com a tecnologia surgem ainda as redes de relacionamentos virtuais através das Redes Sociais. Seja uma ou outra, são classificadas como Ferramentas de Networking e oferecem inúmeras possibilidades, podendo ajudar você a atingir determinados objetivos. É isso. Se convivêssemos em sociedade, seja real ou virtual e não houvesse nenhum objetivo a ser extraído dessa convivência, poderíamos chamar de brinquedo e não ferramenta.

Defina claramente o que você deseja e a partir daí passe a utilizar seus diversos Networking´s em favor dos seus inúmeros objetivos. Separe o que é útil do que é fútil. Dificilmente alguém consegue vender móveis freqüentando um site de pornografia ou uma bolsa de estudos internacional freqüentando reuniões de adoradores do Superman. Eu disse “dificilmente” o que não quer dizer que seja impossível. Daí a idéia de saber claramente o que se deseja e onde procurar, aumentando suas chances.

Considere que sua principal ferramenta de Networking é Você! Todas as outras servem de apoio, canais de acesso e aproximação. Networking com esse nome bonito não significa que é digital. Você conquista, amplia e mantém uma boa rede de relacionamento numa mesa de bar, desde que saiba exatamente o que espera conseguir enquanto estiver reunido com pessoas neste local. “Todos conhecemos os engenheiros de mesa de bar ou arquitetos de botequim que traçam planos incríveis na sexta, sábado e domingo, mas quando chega a segunda feira não tem a menor idéia do que foi dito ou como fazer aquilo que foi dito” (by Nizan Guanaes – meu ídolo).

Já no mundo virtual formaram-se nos últimos anos dezenas das chamadas “Redes Sociais” que permitem a ampliar e muito suas redes e também a abrangência de seus relacionamentos. Você pode ir muito mais longe. As mais conhecidas no Brasil são: CAMFROG, MSN, ORKUT, BADOO, TWITTER, FACEBOOK (esta última é o tema principal de um filme incrível que é candidato ao Oscar em 2011), entre outras. Algumas muito simples. Outras altamente complexas e difíceis de usar, mas tem público para todos os gostos e níveis de conhecimento. Todo dia recebo convites de alguém para fazer parte de uma nova rede. Confesso que parei. Não consigo mais guardar tantos login´s e senhas. São legais? Claro que sim!! O importante é que você saiba como funcionam e como usar com segurança e inteligência. Vamos à alguns exemplos positivos e negativos que me vem a cabeça agora:

POSITIVOS:

1)    Nelas você conhece pessoas de diversas partes do mundo e em diversas atividades diferentes. Isto pode ajudá-lo a trocar conhecimento, promover debates e eventos e até mesmo realizar negócios. Você pode até casar! Para isso é importante que se dê a devida atenção às pessoas que também conversem sobre assuntos que te interessem. Mantenha contato com essas pessoas, registre suas atividades, localização e procure estar sempre conectado à elas. Ao adicionar o Nick de alguém à sua lista, ao invés de escrever “Maria – Loira” ou “João – Gostosão”, prefira “Maria – arquiteta RJ” ou “João – BVSP”. Você continuará se lembrando que a Maria é Loira e que o João é Gostosão, mas saberá principalmente que ela é arquiteta e está no Rio de Janeiro e que o João trabalha na Bolsa de Valores de São Paulo. Acredite, esta informação será mais útil com o passar do tempo. Falo por experiência própria. Eu mesmo já comprei e vendi produtos e serviços para pessoas que conheci numa sala de bate papo. Em resumo: não adianta ter um milhão de pessoas adicionadas à sua lista se você não sabe quem são, onde estão, o que fazem e seu nível de acessibilidade e conhecimento. É comum ver pessoas que escrevem como mensagem de saudação em seus NICKS “estou limpando minha lista de contatos”. Isto por que adicionaram pessoas sem qualquer critério ou  num momento de emoção, mas nunca houve uma segunda conversa. Lembre-se: se é pra ter uma agenda cheia de telefones de pessoas para as quais você nunca liga, ande com uma lista telefônica debaixo do braço!

2)    Muitas pessoas inserem nessas Redes assuntos extraídos de sites variados (negócios, fofocas, notícias, variedades, turismo, fotografias, mensagens motivacionais ou “desmotivacionais” (terrível isso)) e que podem ser de seu interesse, ou seja, é como se dezenas de pessoas lessem jornais e revistas, vissem TV e ouvissem rádio, separassem a parte que interessa aos seus diversos objetivos e enviasse para você. Percebeu? É como se você não precisasse mais ir atrás das informações; alguém já fez isso por você, recortou, tirou as partes que não interessam e mandou pra você, na sua página. Muito legal!

3)    Vou deixar você descobrir outros pontos positivos, agora que você começa a entender melhor as Redes Sociais e como usá-las em seu favor.

ALGUNS PONTOS NEGATIVOS

1)    Futilidade = é o que mais se vê nas trocas de mensagens dessas redes. Faça um teste: coloque uma mensagem do tipo “Dicas sobre como você pode contribuir com a preservação do meio ambiente”, por exemplo. Por experiência digo que 1% de seus contatos irá comentar ou sequer clicar no link para conhecer as dicas. Depois escreva algo como “O pum mais barulhento do mundo”. Prepare-se para se perder no meio de tantos comentários, kkkkkkkkk, hsuahsausasuh, etc. Está errado isso? Eu digo que não, desde que a única coisa que você procure naquele lugar e naquele momento seja “perder tempo com coisas fúteis”, você ta bem. Às vezes é bom, mas se você dedicar tempo demais a isso enjoa, cansa, não te acrescenta nada e logo você vai querer mudar de rede e dizer que “aquela” determinada ferramenta não é boa. Você pode kkkkkkk o quanto quiser, mas entre um kkkkk e outro, dê atenção às coisas verdadeiramente sérias.

2)    Segurança – é fundamental ter bom domínio de informática, dispositivos de proteção, maturidade, equilíbrio e bom senso na hora de participar desses grupos. Ali estão pessoas que você não conhece, não sabe onde estão e por isso pode ser duramente prejudicado(a) por elas. Gente pedindo dinheiro com a desculpa de problemas de saúde, pedindo favores de todos os tipos ou mesmo querendo saber coisas sobre sua vida são freqüentes nessas ferramentas de Networking. Saiba identificar bem e fuja dessas pessoas. Aquele rapaz ou aquela garota bonitinha pode trazer consigo um caminhão de problemas prontinho pra despejar no seu colo. Com certeza não é isso que você está procurando. Conheço relatos de pessoas próximas que confiaram e acabaram seqüestradas e uma amiga que, preocupada com alguém que ela conheceu na internet e estava com problemas financeiros, enviou dinheiro da Inglaterra para o Brasil durante alguns meses para essa pessoa. A coisa só acabou quando um terceiro desviou o dinheiro em Portugal e a polícia acabou aparecendo no meio da sala virtual. A casa caiu. Detalhe: eu conhecia também a pessoa no Brasil que alegava estar com problemas. Era um encostado, vagabundo que não trabalhava e passava 24 horas por dia na internet, certamente fazendo outras vítimas. Mas como pedir não é crime, não podíamos fazer nada a não ser alertar as pessoas.

3)    Vício também é algo comum quando não se tem equilíbrio e bom senso. Milhares de pessoas perdem muito tempo procurando sabe-se lá o que e como conseqüência, não sabem quando encontram. Vi certa vez uma garota em Portugal, mas que freqüentava uma sala brasileira, a mesma que eu, passar 96 horas ininterruptas diante de uma tela e uma webcam. Comia na frente da tela e sequer dormia. Os amigos diziam para ela descansar, desligar tudo. Nada disso adiantava. Quando saiu, foi direto para o hospital levada pelos familiares. Tudo isso na frente da câmera.

Esses são apenas alguns pontos. Isso acontece no mundo virtual ou no mundo real. É a mesma coisa. A diferença é a quantidade de pessoas que assistem as conquistas ou as tragédias. Por isso é importante trabalhar, lapidar, manter e rever suas redes de relacionamentos com freqüência. Todos nós precisamos e todos nós temos. Alguns não sabem, mas tem. Eu espero que com essas poucas palavras cada um de vocês possa entender melhor o que é isso e como utilizar bem, sem exageros e em que momento dedicar esforços aos seus objetivos.

Vou recorrer aqui a dois conceitos que carrego comigo. Um deles tiro das famosas Leis de Paretto: 80% de tudo aquilo que você consegue provém de apenas 20% de suas atitudes. Ou seja, se você souber quais são as coisas mais eficazes que realiza em seu benefício e dedicar tempo, talento e recursos à elas, poderá empreender menos esforço e ganhar muito mais.

A segunda é uma definição que ouvi há alguns anos e nunca mais esqueci: SORTE É A UNIÃO DA CAPACIDADE COM A OPORTUNIDADE! É isso mesmo. Não adianta entender tudo sobre um determinado assunto e não freqüentar os locais onde esse assunto é discutido. Por outro lado, não adianta participar sempre de eventos de um determinado tema, mas não se esforçar para adquirir conhecimento sobre ele. Um dia a oportunidade irá bater a sua porta e você pode não estar preparado para responder à altura.

Não quero com isso dizer aqui para onde você deve ir, com quem você deve andar, quem você deve adicionar a sua lista ou agenda ou manter em seu grupo de amigos. Só pretendo sugerir que você identifique cada um e saiba em que momento a sua companhia, seja no mundo real ou virtual, irá fazer bem à você e seus objetivos naquele momento.

Boa Sorte e obrigado por fazer parte do meu Networking. Estarei sempre aqui para ajudar como for possível. Um grande abraço!

Juka Oliveira

DICAS SOBRE MARKETING PESSOAL


Todo e qualquer profissional para ter sucesso precisa que o seu valor seja efetivamente percebido por seus clientes e pelo mercado em geral. Para que isso ocorra precisamos ir além das competências que compõe o nosso perfil profissional e utilizarmos técnicas de comunicação e marketing. O marketing pessoal não é um culto ao ego ou à vaidade pessoal, é uma necessidade profissional. Excelentes profissionais têm seu reconhecimento e sua demanda subestimados pelo mercado por deixarem de lado o seu marketing pessoal. Não devemos confundir humildade com anonimato. É perfeitamente possível ser reconhecido por seus valores humanos e profissionais sem com isso perder a humildade. Todos nós temos uma contribuição humana e profissional para oferecer ao mundo. Quanto maior o número de pessoas para as quais possamos oferecer nossas contribuições, melhor. Veja abaixo 10 dicas importantes sobre Marketing Pessoal:
10 Dicas para o seu Marketing Pessoal

Lembre-se que seu marketing pessoal tem o poder de transformar seu talento em oportunidades. Um Gênio sem marketing pessoal é um gênio desconhecido.

Se você está começando uma carreira ou uma nova etapa, demonstre toda a sua disposição para aprender com todas as pessoas e situações. Deixe sempre bem claro o quanto é importante para você aprender com as pessoas e com a empresa.

Descubra o ponto mais marcante da sua personalidade, sua maneira de se comunicar, sua alegria, seu bom senso, etc. Foque a “divulgação” deste seu ponto marcante, ele será pra você o que uma marca é para uma empresa. Com o tempo, a sua “marca pessoal” ficará conhecida e desejada por este e por outros atributos que o tempo vai mostrar.

“Dress to impress” esta expressão do mercado corporativo americano possui o seguinte significado: “vista-se para ser visto”. Sem exageros, sem extravagância, com discrição, mas desenvolvendo um estilo pessoal facilmente reconhecível. Estilo é tudo! Vista-se de maneira a que a sua presença seja agradável aos olhos. Como seres humanos somos muito atraídos pela beleza. Não há nada errado em ser bela desde que você não reduza apenas à beleza as suas potencialidades diante da vida.

Mostre o seu lado “solucionador de problemas”. Sempre que surgir uma dificuldade ou um problema dentro da equipe a que você pertence, pergunte-se: “o que eu posso fazer por isso?”. Sempre que você ajudar a resolver um problema você estará inserindo sua marca pessoal na lembrança das pessoas.

Entregue sempre um resultado superior ao esperado. Dedique-se a superar as expectativas das pessoas. Sempre que algo lhe for solicitado pergunte-se: “Qual é a melhor maneira pela qual eu posso realizar o que me foi pedido?” “Eu posso superar as expectativas com respeito ao meu desempenho e o cumprimento da tarefa?” Realize com qualidade ampliada, procure sempre olhar além da solicitação.

Onde a maioria das pessoas fica parada por falta de recursos, IMPROVISE. Use sua criatividade para, diante de poucos recursos, desenvolver a melhor solução possível frente a um desafio. As pessoas mais bem colocadas no mundo dos negócios ousaram improvisar muitas vezes.

Construa vários networks. Dedique-se a formar diferentes redes de relacionamentos dentro e fora da empresa. Através dos relacionamentos conhecemos e somos conhecidos, reconhecemos e somos reconhecidos e, principalmente, compartilhamos interesses comuns. Identifique quais são as áreas de interesse que aproximam você de outras pessoas: música, literatura, cinema, hobbies, esportes, competência técnica, etc. Aproxime-se das pessoas, construa relacionamentos de longo prazo.

Cultive sua ética e sua honestidade de forma inabalável. A vida testa você! Caminhos não éticos são atalhos que conduzem a abismos! Uma atitude não ética acaba com o seu maior patrimônio – sua integridade. Quando a falta de ética passa a fazer parte da marca pessoal de alguém, esta pessoa somente será usada por outras igualmente não-éticas até o momento em que for conveniente abandoná-la e deixá-la pagar a “conta”. Não ceda!

Vivemos em uma era de muita competitividade e muita pressão, por isso resistência física, mental e emocional são fundamentais. Isto significa: cuide do corpo, da mente e do espírito. Fortaleça-se nos três níveis, assim quando as pessoas estiverem fisicamente esgotadas você ainda terá fôlego extra - ponto para o seu marketing pessoal. Quando elas estiverem cansadas demais pra pensar em soluções você ainda terá criatividade de sobra para dar idéias – mais 1 ponto para o seu marketing pessoal. E, quando as pessoas estiverem com raiva ou depressão, você manterá a paz e a vontade de viver – ponto para a vida, e para o seu marketing pessoal, também.

Carlos Hilsdorf

Considerado pelo mercado empresarial um dos melhores palestrantes do Brasil. Economista, Pós-Graduado em Marketing pela FGV, consultor e pesquisador do comportamento humano. Palestrante do Congresso Mundial de Administração (Alemanha) e do Fórum Internacional de Administração (México). Autor do best seller Atitudes Vencedoras, apontado como uma das 5 melhores obras do gênero. Presença constante nos principais Congressos e Fóruns de Administração, RH, Liderança, Marketing e Vendas do país e da América Latina. Referência nacional em desenvolvimento humano. www.carloshilsdorf.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Alguns vídeos sobre motivação, atendimento, liderança e mais!!!

Loading...